fbpx

“A Flexibilidade Cognitiva no Tinder” – Palestrante Transformação Digital Andrea Iorio no ABRH

13 de fevereiro, 2020

“O verdadeiro sucesso do Tinder não veio do aplicativo em si, do produto, do algoritmo, da interface bonita, da tecnologia. Ele veio do que a gente chamava de coração do aplicativo, que é o efeito psicológico que ele tinha em nossos usuários. Isso tudo nasceu, o desenho de como eram as funcionalidades do Tinder, nasceu a partir da exploração de outras áreas do saber que não tem quase nada a ver com tecnologia como a sociologia, a antropologia, neurociências. Um exemplo é que, uma das primeiras contratações no Tinder ainda em Los Angeles, 2013, quando o aplicativo acabava de ser lançado, o time ainda não tinha nem dez pessoas e eles escolherem contratar uma socióloga, Jéssica Carbino, que nos acompanhou ao longo dos anos estudando o que estava acontecendo com as relações modernas. Também ajudou o fato de que ela tinha dado match, no Tinder, com Sean Rad, que é o fundador do Tinder. Eles saíram pra jantar, mas não rolou química, não teve nada, mas ele se interessou muito na dissertação dela, mas isso já demonstra o interesse das empresas de tecnologia de explorar e resgatar outras áreas do saber que valorizem o lado humano”.

Ciao,
EU SOU O ANDREA

EMPREENDEDOR. PALESTRANTE. NÔMADE. CRIADOR DE CONTEUDO. INVESTIDOR. MINIMALISTA.

Aqui vai encontrar algumas idéias, reflexões e conteúdos sobre os temas que mais me apaixonam.

Desde como desenhar seu próprio estilo de vida, até como ter sucesso no meio da Transformação Digital, tudo é voltado a gerar provocações intelectuais que incentivem MUDANÇA em nossas vidas.

 

Saiba mais

Para contatos comerciais, elogios e reclamações, ou apenas para trocar ideia comigo! Escreva sua mensagem abaixo 👇

@aiorio_br