CONSULTAR DISPONIBILIDADE

CONTATO

Para consultas de data, propostas comerciais, ou para elogios ou até mesmo reclamações, pode preencher o formulário:

CHECK AVAILABILITY

CONTACT FORM

In order to check Andrea’s agenda and get a quote for an event, or even to just get in touch with him – please use the form below.

CONSULTAR DISPONIBILIDADE

CONTATO

Para consultas de data, propostas comerciais, ou para elogios ou até mesmo reclamações, pode preencher o formulário:

CONSULTAR DISPONIBILIDADE

CONTATO

Para consultas de data, propostas comerciais, ou para elogios ou até mesmo reclamações, pode preencher o formulário:

CHECK AVAILABILITY

CONTACT FORM

In order to check Andrea’s agenda and get a quote for an event, or even to just get in touch with him – please use the form below.

CONSULTAR DISPONIBILIDADE

CONTATO

Para consultas de data, propostas comerciais, ou para elogios ou até mesmo reclamações, pode preencher o formulário:

COMPARTILHE ESTE CONTEÚDO

SHARE THIS CONTENT

O estilo de liderança que nos trouxe até aqui não é o mesmo que vai acelerar nossos negócios no mundo da Web3: para isso precisamos nos tornar “meta-líderes”.

O que torna alguém um bom líder?

Quais são as características de uma boa liderança?

Como eu me torno um líder melhor?

Essas são algumas das perguntas que nos fazemos desde o começo dos tempos sobre o papel mais importante na sociedade, ou seja do líder. Seja líder de tribo, líder politico, líder de negócio, ou até líder em família ou no lar, como seres humanos sempre tivemos uma tendência a olhar para figuras que nos pudessem guiar, ainda mais em momentos difíceis, e nas quais a gente pudesse colocar nossa confiança, talvez para sentirmos menos sozinhos, ou menos perdidos, ou mais seguros também.

E mesmo que estas perguntas sejam universais, o interessante porém é que as respostas a essas perguntas têm variado muito ao longo do tempo. Porque vamos lá fazer uma breve retrospectiva histórica, e entender como mudou ao longo do tempo a história da liderança.

Porque antes de falarmos sobre o Meta-lider”, vamos entender melhor a história da liderança e como chegamos até aqui: no antigo Egito, liderança nascia do endosso dos Deuses e era praticamente sagrada, e na Roma Antiga se tratava de uma evolução desta liderança, pois era liderança por sangue ou seja através de sucessão familiar. A gente porém sabe bem que este estilo não é garantia de boa liderança, até pelas histórias dos imperadores romanos Nero e Calígula, da mesma família e que passaram o império um para o outro, onde o primeiro tacou fogo em Roma, e o segundo era tão louco que nomeou o seu cavalo de consul. Indo para frente, ao longo dos séculos seguintes, até fim do século XX, a teoria predominante de liderança se tornou a teoria de liderança por traços, proposta pelo Thomas Carlyle: se você nascer com alguns traços como boa comunicação, comando e controle, extroversão, força, carisma, e assim por diante, você podia ser um bom líder, se não, meu amigo, tente numa próxima vida. 

Mas a verdade é que diante da evidência empírica que líderes por traços podem dar certo em alguns contextos e fracassarem em outros (ou seja, esses traços não são universais!), a teoria mais recente é a de liderança por competências: ou seja é uma liderança adaptável e flexível, que desenvolve novas competências e habilidades na medida que os contextos pedem isso.  

Você vê? Depende do contexto, ou seja do que podemos definir de espírito do tempo, ou em alemão Zeitgeist – que fundamentalmente pede por estilos de lideranças que se renovam diante do contexto em que o mundo se encontra.

Faço um exemplo prático: se num mundo pré-digital e analogico, um líder teria que ser um grande expert de seu produto ou serviço e pudesse não entender muito o seu cliente, hoje, em um mundo digital onde o cliente está cada vez mais empoderado graças a tecnologia, ele tem que conhecer o seu cliente ainda melhor do que seu produto e serviço. Ao mesmo tempo que no mundo exponencial de hoje, a tecnologia muda de forma tão rápida que é mais importante para um líder atualizar constantemente seu conhecimento sobre produtos e serviços, do que ter um conhecimento muito profundo e enraizado (como se creia ser uma competência importantíssima no mundo pré-digital). E assim por diante. 

E com a vinda da Inteligência Artificial, da Web3 e do Metaverso, me diga: você ainda acha que o estilo de liderança de hoje que herdamos de um mundo analógico funcionará nesta terceira grande interação da Internet? Obviamente não, e é justamente por isso que vamos abordar neste artigo o tema da liderança no mundo da Web3.

Mas antes começarmos a falar do “meta-líder” e de liderança na Web3, nos primeiramente temos que entender melhor sobre a Web3, suas características, e em particular, sobre como chegamos até aqui. E é por isso que eu quero que você feche os olhos, e imagine o seguinte cenário: 

Imagine que você esteja andando pela rua, passeando com seu cachorro pela manhã e, de repente, se lembra de um produto de limpeza  que precisa comprar com urgência, pois acabou. Na hora, uma máquina de vendas cheia desse produto aparece na sua frente, com todas as suas marcas, tamanhos e preços. Você olha para ele, revisa as opções e escolhe um produto. Assim que você efetuar o pagamento com sua carteira de criptomoedas, o produto já está a caminho de sua casa, e você continua seu passeio com seu cachorro com total tranquilidade.

Mas de repente, um alerta sinaliza que o equipamento da fábrica nos EUA onde você trabalha como engenheiro de manutenção está superaquecido e corre o risco de explodir. Em um segundo, o “gêmeo digital” deste equipamento aparece na sua frente, você faz alguns ajustes que são transmitidos automaticamente para o equipamento real, que está a 5000km de distância, e você resolve o problema imediatamente.

Como tudo isso poderia ser possível, deve estar se perguntando?

Bem, isso mais tarde será possível graças ao Metaverso, sobre o qual muito se ouve, mas pouco se entende, certo?

Por isso vamos entender: o que é esse tal de Metaverso? O termo nasce da união do prefixo grego “meta” (que significa além) e “universo”, e fundamentalmente é um espaço virtual e coletivo compartilhado, criado pela convergência de 2 grandes esferas:

  • por um lado, realidade física aprimorada virtualmente (através da Realidade Aumentada, como aquela maquininha de vendas do exemplo),
  • por outro lado, o espaço virtual que duplica o mundo físico (representado pelos Digital twins, ou “Gêmeos Digitais”, como o equipamento da sua fábrica que usamos no exemplo e sobre os quais falaremos).

Ao mesmo tempo, o metaverso tem 3 características principais:

  • é imersivo (ou seja, é 3D, não mais apenas bidimensional),
  • é persistente (ou seja, existe o tempo todo, independentemente de estar online ou não)
  •  é descentralizado (ou seja, na verdade existem vários metaversos).

Confuso?

Pense desta forma: hoje estamos online quando acessamos a Internet, mas com novos dispositivos, maior conectividade como 5G e tecnologias avançadas, estaremos online o tempo todo, então o momento da Internet que estamos vivenciando também é definido como Web 3 ( uma nova geração de serviços de Internet a serem construídos em tecnologias descentralizadas, como blockchain, Metaverso, tokens (fungíveis, como as criptomoedas), ou não fungíveis como os NFTs), e organizações descentralizadas como as DAOs, ou seja as Decentralized Autonomous Organizations – tudo gerando tanto dado que o aprimoramento da Inteligência Artificial, que fundamentalmente age como camada tecnológica desta nova internet, quase como fosse “a nova eletricidade”, segue uma trajetória exponencial e nos aproxima ao momento da Singularidade, que segundo o diretor de engenharia do Google e co-fundador da Singularity University Ray Kurzweil, será o momento em que a Inteligência Artificial já será indistinguível da inteligência humana. 

Mas vamos ver a evolução da Web: A Web 1.0 chegou com o nascimento da Internet e fundamentalmente digitalizou a informação, submetendo o conhecimento ao poder dos algoritmos (esta fase passou a ser dominada pelo Google), e onde você fundamentalmente consumia conteúdo. A Web 2.0 chegou com as redes sociais, que funcionam principalmente em Smartphones, digitalizou as pessoas também e submeteu o comportamento e as relações humanas ao poder dos algoritmos (esta fase foi dominada pelo Facebook), e onde você fundamentalmente consome conteúdo mas o cria também. E a web 3.0?

Esta terceira fase digitalizará fundamentalmente o resto do mundo. Na Web 3.0, todos os objetos e lugares serão legíveis por máquina e sujeitos ao poder dos algoritmos, e além de consumir e criar esse conteúdo, você será dono dele. E por quem será dominado? Muito provavelmente, será para ninguém e todos ao mesmo tempo, sendo uma web descentralizada.

Ou seja, este mundo da Web3 está trazendo mudanças tão profundas aos negócios, que o estilo de liderança que nos trouxe até aqui, certamente não é aquele que nos vai levar para frente. Por isso, nós precisamos de um novo líder, do que eu chamo o “Meta-líder”.

E para entender melhor como meta-líder pensa e age, vamos voltar ao conceito do Zeitgeist, e entender quais são as características universais de um líder (que para mim estão vinculadas às tarefas principais que um líder desempenha, e que iremos listar agora), e a partir do contexto da Web3, identificarmos porém quais as grandes mudanças que as tecnologias da Web3 trouxeram, e quais suas implicações. E eu vou listar 5 que para mim definem o que um líder precisa fazer, e como isso é condicionado pelo contexto atual, ou Zeitgeist. Começando pela primeira grande característica do mundo da Web3:

  1. altíssima imprevisibilidade de tendências futuras, devido a exponencialidade da taxa de mudança: olhemos para a aceleração das tecnologias hoje em dia, e para o quão rapidamente elas transformam mercados e setores inteiros da economia. Isso é devido ao impacto exponencial da convergência de novas tecnologias, como Inteligência Artificial e aplicativos móveis por exemplo transformando atendimentos em bancos, desde videoconferências e sensores transformando atendimentos médicos através da telemedicina, e Blockchain permitindo contratos inteligentes sem necessidade de intermediários, e assim por diante. A implicação desta exponencialidade é que a taxa de mudança em todos os setores está cada vez mais rápida, e isso faz com que tenhamos que atualizar nossa visão de negócio a cada vez mais rápido – e veja que estabelecer a VISÃO é uma das 5 grandes tarefas de um líder.
  1. Capilaridade infinita de dados: em um mundo onde através do Metaverso e seus “digital twins”, e onde através sensores, wearables, internet das coisas em volumes enormes (que inclusive são eles que possibilitam a existência do Metaverso) irão gerar um volume infinito de dados (com uma capilaridade tão profunda quanto monitorar a dilatação da pupila de um consumidor), temos que entender que dado virará commodity, e isso faz com que o grande desafio dos líderes se tornará àquele de escolher quais são as métricas de controle mais importantes para o seu negócio e suas correlações, para tomar melhores decisões do que seus competidores – e veja bem que TOMADA DE DECISÃO é uma das 5 grandes tarefas de um líder. 
  1. Necessidade de lidar com múltiplas tecnologias, múltiplos metaversos e múltiplas identidades diferentes, de colaboradores e clientes: olhemos para a descentralização inerente ao mundo da Web3, onde serão cortados os intermediários e a cada vez mais teremos exposição direta a clientes e mercados variados. Além disso, cada um destes clientes poderá se relacionar conosco com múltiplas identidades, em múltiplos metaversos, trazendo um desafio importante em termos de novos conhecimentos (sobre o cliente, sobre mercados, sobre produtos, e assim por diante), que já pede um líder muito mais do que especialista, mas um que tenha um conhecimento variado, e tenha a habilidade de combinar tecnologias, identidades e conhecimentos de forma única com grande adaptabilidade mental – e veja que ter e obter CONHECIMENTO é uma das 5 grandes tarefas de um líder.
  1. Baixíssimo custo de experimentação, e maior possibilidade de aprender com erros: pense bem, as tecnologias da Web3 como metaverso e Blockchain nos ajudam a obter duas coisas que são fundamentais para podermos ganhar agilidade na execução de novos projetos e inovações: por um lado nos ajuda a reduzir o custo da experimentação (analisar o impacto da queda de uma árvore em cima da sua torre transmissão do 5G é muito mais barato através de uma simulação no Metaverso do que no mundo real, não é?), enquanto por outro lado nos ajuda a obter o feedback em tempo real deste experimento (como por exemplo obtendo resultados de venda em tempo real através do Blockchain que controla transações em tempo real ao longo da supply chain do seu produto). Isso tudo nos ajuda a ter mais tolerância por erros, pois eles acabam ficando mais baratos e mais informativos, e consequentemente ajuda a gente a ser mais ágeis na hora de executar – e veja que a gestão da INOVAÇÃO é uma das 5 grandes tarefas de um líder.
  1. descentralização e autonomia como pilar fundamental da gestão de pessoas: em um mundo da Web3 onde contratos inteligentes alinham incentivos entre pessoas de forma clara e eficiente sem a necessidade de intermediários e hierarquias e até de confiança (pois os contratos em si garantem a confiança em sistemas “trustless”), a necessidade de descentralização, horizontalidade e autonomia é mais forte que nunca – a ponto que novos tipos de organizações totalmente horizontais e colaborativas nasceram, também chamadas de DAOs, ou seja Decentralized Autonomous Organizations. Diante destas novas estruturas organizacionais, os líderes da Web3 podem terceirizar o controle de seus times para os “smart contracts”, e focar em uma gestão mais autônoma e descentralizada de seus times – e veja que GESTÃO DE PESSOAS é uma das 5 grandes tarefas de um líder.

Devido a essas 5 profundas mudanças que a Web3 e suas tecnologias trouxeram para os líderes ao longo dos seus 5 principais eixos de responsabilidades, precisamos de um novo estilo de líder que desenvolve um novo leque de competências e habilidades de liderança para reagir a elas. E é aqui que nasce o Meta-líder, para qual eu proponho um modelo de liderança segundo os pilares abaixo:

  1. Repercepção como o radar para o futuro na Web3;
  2. Flexibilidade cognitiva para navegar infinitas variáveis;
  3. Cultura analítica para lidar com capilaridade infinita de dados
  4. Antifragilidade para maximizar experimentação e aprendizado com erros;
  5. Autonomia extrema e sistemas “trustless” para gestão de pessoas.

Iremos falar de tudo isso ao longo dos próximos artigos, fiquem ligados!

Comentários

Comments

Quer saber mais sobre minhas palestras ou nosso programa de podcasts customizados para ajudar sua empresa?

In order to check Andrea’s agenda and get a quote for an event, or even to just get in touch with him – please use the form below.

Com mais de 200 palestras online e offline em 2021 para clientes no Brasil, América Latina, Estados Unidos e Europa, o Andrea é hoje um dos palestrantes sobre Transformação Digital, Liderança, Inovação e Soft Skills mais requisitados a nível nacional e internacional. Ele já foi diretor do Tinder na América Latina por 5 anos, e Chief Digital Officer na L’Oréal, e hoje é também escritor best-seller e professor do MBA Executivo da Fundação Dom Cabral

With more than 200 keynotes delivered (online and offline) in 2021 to clients across Brazil, Latin America, the United States and Europe, Andrea is today one of the most requested speakers on Digital Transformation, Leadership, Innovation and Soft Skills in Brazil and globally. He has been the head of Tinder in Latin America for 5 years, and Chief Digital Officer at L’Oréal. Today he is also a best-selling author, and a professor at the Executive MBA at Fundação Dom Cabral.

CONTATO

Para consultas de data, propostas comerciais, ou para elogios ou até mesmo reclamações, pode preencher o formulário abaixo

CONTACT FORM

In order to check Andrea’s agenda and get a quote for an event, or even to just get in touch with him – please use the form below.

Andrea Iorio · 2021 © Todos os direitos reservados.

Andrea Iorio · 2021 © All Rights Reserved.